EXPOSIÇÃO: O RIO DE JANEIRO CONTINUA ÍNDIO

Tempo de leitura: 1 minuto

A exposição “O Rio de Janeiro Continua Índio” ocupa a cidade com painéis que contam a história de diversos povos indígenas que habitaram a cidade fluminense. A mostra inaugura com a proposta de apresentar ao público a influência ancestral dos índios no modo de ser carioca, desde o início da colonização do Brasil até os dias atuais.
No séc. XVI, quando os europeus desembarcaram na Baía de Guanabara, encontraram milhares de Tupinambás, Temiminós e Tupinikins. Todos eles desenvolviam práticas sociais próprias, trabalhando, rezando e cantando através de línguas da família tupi-guarani, com a qual classificaram o mundo que conheciam. Participaram do sistema colonial, servindo como mão de obra para diversas construções, como os Arcos da Lapa, antigo Aqueduto da Carioca, um dos diversos legados que permanecem até hoje.
“O Rio continua índio no seu patrimônio cultural material e imaterial, em seu patrimônio linguístico, no jeito de falar e de ser. Não é possível sequer se identificar e indicar o endereço sem pagar tributo simbólico às línguas indígenas”, afirma o curador José Ribamar Bessa Freire.
A mostra fica aberta para visitação das 9h às 20h, de segunda a sexta-feira, no Salão 1 do Centro Cultural da UERJ, localizada na Rua São Francisco Xavier, 524, no bairro do Maracanã, Rio de Janeiro, até o dia 29 de abril.

SERVIÇO

Exposição “O Rio de Janeiro Continua Índio”
Curador: José Ribamar Bessa Freire
Local: Salão 1 do Centro Cultural da UERJ
Inauguração: 7 de abril de 2016, às 18h30
Visitação: até 29 de abril de 2016
Horário: segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 20h
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524
Maracanã – Rio de Janeiro – Campus da UERJ
Telefone: (21) 2334-0114
Email: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *