DIA DA MULHER SAMBISTA

DIA DA MULHER SAMBISTA

Tempo de leitura: 2 minutos

O Dia da Mulher Sambista vai ser comemorado no dia do nascimento de Dona Ivone Lara.  A participação das mulheres na história do samba sempre foi essencial, mas muitas vezes a atuação feminina foi pouco reconhecida. E agora, mais do que nunca, é hora de cantar e celebrar a vida e a contribuição de compositoras, ritmistas, intérpretes e trabalhadoras do samba. Chegou a vez de Ivones, Jovelinas, Ciatas e tantas Marias que não podemos mais deixar de lembrar.

E como muito do acontece no mundo do samba, a homenagem às mulheres não poderia ter sido diferente. Foi a partir da construção coletiva de uma ideia que veio o reconhecimento oficial de quem sempre deu vida à alegria dos acordes. De uma página no facebook, para as mãos de um vereador, passando por votação na Câmara e, enfim, sancionada pelo prefeito do Rio. Esse foi o caminho da Lei Nº 6.454, de 4 de janeiro de 2019, que institui o ‘Dia da Mulher Sambista’ no calendário carioca. A data será comemorada em 13 de abril, dia do nascimento de Dona Ivone Lara – a primeira mulher a estar numa ala de compositores e assim, quebrar o estigma da composição ser um lugar masculino.

Sem apoio da prefeitura ou de empresas, mas com muita vontade de fazer valer o Dia da Mulher Sambista, produtoras culturais, artistas e outras profissionais estão juntas na construção de um evento de resistência das mulheres sambistas. Por isso, contamos com a ajuda e participação de todas e todos que acreditam que está mais do que na hora de celebrarmos essas guerreiras muitas vezes esquecidas. Doe qualquer valor para nossa Vakinha e contribua para a construção desse dia lindo e histórico para as mulheres e a cultura do Rio de Janeiro.

Vakinha 

O Samba acontece dia 13 de abril, na Cinelândia e contará com a apresentação – e construção coletiva – dos grupos Primavera das Mulheres, AfroLage, Moça Prosa, Negras Raízes, Flor do Samba, Trio Sambadona, É preta, e participação especial de Simone Lial, Nilze Carvalho, Áurea Martins, Maíra Freitas, Mariana Bernardes, Roberta Espinosa, Andrea Dutra, Andreia Caffé, Iracema Monteiro, entre tantas outras. O projeto é organizado e realizado apenas por mulheres, e o valor da vakinha será usado para custear os custos estruturais do evento e cobrir uma ajuda de custo mínima para a produção e para as artistas.

Seja um apoiador do Giro 0800 a partir de R$ 1,00, conheça o projeto EU QUERO 

SERVIÇO

DIA DA MULHER SAMBISTA
Data: 13/04/2019
Local: Praça Cinelândia
Centro – Rio de Janeiro – RJ
Horário: A partir das 13 horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.