SAMBA DO BIGODE

SAMBA DO BIGODE

Tempo de leitura: 2 minutos

O Samba do bigode é comandado pelo músico Fernando Amorim e outros músicos de primeira qualidade. A Roda contempla os grandes clássicos do Samba e seus compositores como Paulinho da Viola, Nelson Cavaquinho, Cartola, Noel Rosa sem esquecer os contemporâneos como Zeca Pagodinho, Martinho da Vila , Chico Buarque entre outros.

SAMBA DE RAIZ , MEMÓRIA ENTRE BRASIL E ÁFRICA  

Apesar do gênero musical ter sido criado e estabelecido em terras brasilis, a palavra é derivada do nome africano semba, um dos estilos musicais mais populares de Angola e que em quimbundo – uma das línguas do país, significa umbigada. O semba se caracteriza por movimentos que resultam no encontro do corpo do homem com o da mulher; o cavalheiro segura seu par pela cintura e puxa-a para si provocando um choque entre os dois, que resulta na umbigada. Contudo, não existe um consenso acerca de seu nascimento, já que uma outra vertente de pesquisadores afirma que a palavra é originária do umbundo, língua falada falada pelo grupo étnico Ovimbundos. Descendentes das populações bantu, eles chegaram à região no início do segundo milênio e ocupam hoje as faixas centrais e costeiras de Angola.

Como pode-se perceber a origem africana pouco se assemelha com o que veio a se tornar o samba tupiniquim. Produto cem por centro brasileiro, a semente do gênero musical atravessou o Oceano Atlântico trazida por escravos em meados do século 19. Foi na Bahia, maior porta de entrada de africanos que chegavam ao então Brasil Colônia que o samba começou a tomar forma, o ritmo então chamado de batuque, maxixe, chula, entre outros nomes, simbolizava a dança. No centro de um círculo e ao som de palmas, um coro e objetos de percussão, o dançarino solista, sempre requebrando, dava umbigadas no companheiro o chamando para dançar e posteriormente sendo substituído pelo outro. Foi no Rio de Janeiro, considerado berço do ritmo mais popular do país que o samba tomou a forma atual.

O estilo foi levado ao Rio ainda no começo do século 20, trazido pelos migrantes baianos e lá encontrou um parceiro ideial: o carnaval. Iniciava-se ali um casamento perfeito e que deu muitos frutos para a nossa música popular. O primeiro samba de sucesso gravado no Brasil foi Pelo Telefone, em 1917, cantado por Bahiano e com letra escrita por Mauro de Almeida e Donga, marcou o início do reinado da canção carnavalesca. Posteriormente a composição foi regravada por Martinho da Vila, que deu uma nova roupagem para a melodia do começo do século. A faixa foi lançada em 1973 e fez parte do repertório do disco Origens.

Fonte: Geledes 

Seja um apoiador do Giro 0800 Clique aqui 

SERVIÇO

SAMBA DO BIGODE
Toda Sexta – Feira
Local: Rua Carlos Sampaio, 68 (Atrás da Cruz Vermelha)
Centro – Rio de Janeiro – RJ
Horário: 23 horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.