BLOCO DA HARMONIA

BLOCO DA HARMONIA

Tempo de leitura: 1 minuto

O bloco da Harmonia vai fechar a festa do Momo com chave de ouro, no melhor estilo concentra mas não saí. O bloco pede passagem para os foliões que não se cansam de pular carnaval.

História do blocos de Carnaval

Desde meados do século XIX as ruas da cidade do Rio de Janeiro eram invadidas, nos dias de carnaval, por grupos de pessoas dispostas a se divertir.

Os primeiros registros de blocos licenciados pela polícia no Rio de Janeiro, data de 1889, Grupo Carnavalesco São Cristóvão, Bumba meu Boi, Estrela da Mocidade, Corações de Ouro, Recreio dos Inocentes, Um Grupo de Máscaras, Novo Clube Terpsícoro, Guarani, Piratas do Amor, Bondengó, Zé Pereira, Lanceiros, Guaranis da Cidade Nova, Prazer da Providência, Teimosos do Catete,Prazer do Livramento, Filhos de Satã e Crianças de Família (Rua Paulino Figueiredo).[carece de fontes]

Segundo Felipe Ferreira, em O livro de ouro do carnaval brasileiro (2005), no início do século XX não havia grandes distinções entre os vários tipos de brincadeiras que ocupavam a cidade e que podiam ser chamadas indistintamente de ranchos, cordões, grupos, sociedades ou blocos, entre outras denominações genéricas. De acordo com o autor, durante a década de 1920 a intelectualidade brasileira volta-se para as questões ligadas à identidade nacional destacando a importância da festa carnavalesca carioca que passa ser vista como uma espécie de “resumo” da diversidade cultural brasileira.

Seja um apoiador do Giro 0800 a partir de R$ 1,00, conheça o projeto EU QUERO 

SERVIÇO

BLOCO DA HARMONIA
Data:16/03/2019
Local:Praça da Harmonia
Saúde-Rio de janeiro-RJ
Horário: 17 horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.