ESPETÁCULO CABEÇA DE NEGO

ESPETÁCULO CABEÇA DE NEGO

Tempo de leitura: 2 minutos

Cabeça de Nego é uma montagem do Coletivo Criadores Circenses. Um palhaço chega ao palco para dividir com o público algumas das experiências de seus 28 anos de atuação como artista popular. Ao longo da apresentação, coisas inusitadas acontecem, envolvendo ilusionismo, palhaçaria clássica e jogos com a plateia. São esses os elementos inspiradores do explosivo espetáculo solo de João Carlos Artigos, ator e fundador do Teatro de Anônimo.

Ficha técnica: Criador: João Carlos Artigos; Direção: Sérgio Machado; Assistente de direção: Fabio Freitas; Cenotécnica e Iluminação: Dodô Giovanetti; Figurino: Joana Bueno e Patricia Muniz.

O PALHAÇO

A palavra Palhaço deriva do italiano paglia, que quer dizer palha, que era o material usado no revestimento de colchões. O nome começou a ser usado porque a primitiva roupa desse cômico era feita do mesmo pano e revestimento dos colchões: um tecido grosso e listrado, e afofada nas partes mais salientes do corpo com palha, fazendo de quem a vestia um verdadeiro “colchão” ambulante.

Esse revestimento de palha os protegia das constantes quedas e estripulias. Já a palavra clown é de origem inglesa e tem origem no século XVI. Deriva-se cloyne, cloine, clowne. Etimologicamente vem de clod, que em inglês significa “camponês” e ao seu meio rústico, a terra. O termo em inglês é amplamente utilizado, por conta da influencia do britânico Philip Astley. No Brasil existe uma divergência teórico-semantica para com essas duas palavras. Alguns teóricos apontam que os dois termos indicam uma mesma coisa, já outros dizem que cada termo remete a uma escola de pensamento diferentes.

O palhaço é lírico, inocente, ingênuo, angelical e frágil. O palhaço não interpreta, ele simplesmente é. Ele não é um personagem, ele é o próprio ator expondo-se, mostrando sua ingenuidade. Na busca desse estado, o ator não busca construir um personagem, mas sim encontrar essas energias próprias, tentando transforma-las em seu corpo. Por tanto, cada ator desenvolve esse estado pessoal, de palhaço, com características particulares e individuais.

Embora vinculado aos circos, o palhaço pode atuar também em espetáculos abertos, em teatro, em programas de televisão ou em qualquer outro ambiente. Em várias ocasiões é o personagem que tem a tarefa de entreter o público durante as apresentações, especialmente no circo. É geralmente vestido de um jeito engraçado, com trajes desproporcionados e multicoloridos, com aplicações de pinturas (maquiagens) especiais e acessórios característicos. Entretanto, há diversos tipos de palhaço, como o melancólico, romântico, bufão, tramp (mendigo), etc.

Fonte: Wikipedia 

Seja um apoiador do Giro 0800 a partir de R$ 1,00 Clique aqui 

SERVIÇO

Espetáculo “Cabeça de Nego” (teatro e circo)
Datas: 05 e 06 de novembro de 2016
Local: Lona Cultural Carlos Zéfiro
Endereço: Avenida Marechal Alencastro 4.113 (em frente à estação de trem do bairro)
Anchieta – Rio de Janeiro  – RJ
Horário: 18 h (sábado) e 17 h (domingo)
Classificação: 10 anos
Capacidade: 320 lugares
Informações: 2148-0813

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.